Capgemini lança no Brasil o livro “Leading Digital” durante CIAB Febraban 2015

| Press release
Resultado de três anos de pesquisa em parceria com o MIT, conteúdo aclamado pela crítica norte-americana mostra princípios e práticas para obter sucesso na transformação digital
A Capgemini lançará no Brasil o livro Leading Digital – Turning Technology into Business Transformation, durante o CIAB Febraban 2015, maior evento de tecnologia para o mercado financeiro da América Latina. Escrita pelo vice-presidente da Capgemini Consulting, Didier Bonnet, e pelos cientistas do Massachusetts Institute of Technology (MIT), George Westerman e Andrew McAfee, a obra sintetiza as percepções de entrevistas realizadas com 400 grandes companhias mundiais, de diversos segmentos, para identificar como a utilização de novas tecnologias resultou em ganho estratégico e vantagem competitiva.
 
A publicação promove uma análise em torno de casos reais de sucesso na adoção da tecnologia para transformação do negócio. Apoiada nas principais tendências como redes sociais, segurança, mobilidade, análise inteligente de dados e computação na nuvem, demonstra como é possível alcançar altos níveis de lucro e produtividade com estratégias digitais eficientes.
 
Os leitores terão a oportunidade de conhecer as manobras dos gestores para conseguir transformar positivamente suas empresas, sempre por meio da adoção de uma postura de liderança eficaz e inteligente, que ressalta a importância dos investimentos voltados à área digital. O livro traz estudos de caso de diversas companhias, como Nike e Burberry, explicando de forma clara e didática as áreas que devem receber investimentos em capacidades digitais e como conduzir a transformação. Entre os tópicos desenvolvidos estão dicas de engajamento, otimização das operações, visão e governança digital, pontos que merecem atenção dos líderes durante a jornada.
 
Escolhido como um dos 10 melhores lançamentos de 2014 pelo site francês Business Digest, especializado em conteúdo de negócios, o livro conquistou críticas positivas no mercado norte-americano, que o considerou fonte de inspiração para converter desafios tecnológicos em oportunidades transformacionais.