Conselho de Fife firma parceria com duração de quatro anos com Capgemini

| Press release
Aliança com instituição escocesa promoverá economia e eficiência significativas para a entidade
O Conselho de Fife, autoridade escocesa, e a Capgemini UK Plc, parte do Grupo Capgemini, um dos principais provedores globais de serviços de consultoria, tecnologia e terceirização, anunciam sua parceria transformacional. Ao longo de quatro anos, os times trabalharão em conjunto para promover economia e eficiência significativas para o conselho. O acordo prevê a otimizacão dos processos de negócios da entidade, a implementação de programas de mudança e transformação da informação e da tecnologia da comunicação (ICT) que suportam os serviços locais. O Conselho de Fife é a terceira maior autoridade da Escócia e inclui as cidades históricas de Dunfermline, Kirkcaldy e St. Andrews. A parceria deve implementar programas de mudança com um valor estimado em 26 milhões de libras.

De acordo com Michael Elston, diretor executivo de Serviços Corporativos do Conselho de Fife, "a parceria foi criada para lidar com os desafios relacionados ao orçamento e representa uma nova forma de trabalho para o conselho, que precisa de soluções inteligentes e eficientes. O investimento na modernização de nossos sistemas e na mudança de suporte no conselho foi incluído no orçamento da organização. Estamos confiantes de que a parceria com a Capgemini unirá o melhor dos setores público e privado para gerar o maior valor possível para o projeto, além de fornecer serviços de primeira classe para os cidadãos da região de Fife. Juntos, identificaremos oportunidades de melhorias dos negócios e as transformaremos em realidade, aceleraremos programas de mudança importantes, aperfeiçoaremos a prestação de serviços a residentes e empresas locais e otimizaremos a forma como todos os departamentos do conselho trabalham, com uma abordagem comercial e disciplinada."

A Capgemini foi escolhida após um processo de licitação que envolveu propostas de mais de 20 grandes empresas nacionais e internacionais. Segundo o Conselho, a Capgemini foi escolhida devido à sua abordagem colaborativa, experiência e conhecimento do setor público, além da capacidade comprovada de promover melhorias nos serviços oferecidos para o cidadão. "Reconhecemos o histórico de sucesso da Capgemini na conclusão de programas complexos de mudança de grande escala realizados para clientes dos setores público e privado, inclusive para departamentos importantes do governo e autoridades do Reino Unido", afirma Elston.

A aliança será liderada por um Conselho de Gestão da Parceria, composto por três pessoas do Conselho de Fife e da Capgemini. Um modelo de alocação de recursos compartilhado será desenvolvido, para que profissionais de ambas as organizações trabalhem juntos para atender às necessidades de projetos específicos, com equipes baseadas nos principais escritórios do conselho em Glenrithes, e da Capgemini, em Edinbrugo e Glasgow. Os programas de trabalho em parceria tiveram início em janeiro de 2013.

“Com o acordo, promoveremos uma economia significativa nos custos e o aumento da eficiência do Conselho de Fife. Portanto, um melhor custo benefício para as pessoas da região, que também serão beneficiadas com os serviços modernizados do conselho”, afirma Bill Cook, CEO da Capgemini Consulting UK.

Seguindo o foco da Capgemini na integração de serviços, um destaque na proposta da companhia é o plano para implantação de um "ecossistema de fornecedores", usando uma fórmula que a empresa utilizou com diversos outros clientes do Reino Unido. A abordagem beneficiará o Conselho de Fife com as mais modernas tecnologias de diversos fornecedores do mundo.

A Capgemini UK tem mais de 40 anos de experiência no fornecimento de serviços eficazes voltados ao resultado. A empresa trabalha com administrações locais e regionais em sua busca para manter um bom nível de serviço com um subsídio menor do governo. Isso envolve reformular as estruturas de desempenho, plataformas tecnológicas e modelos operacionais, além de ajudar organizações do setor público a buscar maneiras de melhorar a forma como trabalham.