Grupo Capgemini tem receita de 2,451 milhões de euros no 3º trimestre de 2013

| Press release
Crescimento corresponde a 1,6% em relação ao mesmo período de 2012; países emergentes da América Latina e Ásia-Pacífico novamente reportaram o maior crescimento
O Grupo Capgemini, um dos principais provedores globais de serviços de consultoria, tecnologia e terceirização, registrou uma receita consolidada de 2,451 milhões de euros no 3º trimestre de 2013 ― 1,6% maior em relação ao 3° trimestre de 2012, usando a mesma base de comparação (com a estrutura do Grupo e taxas de câmbio inalteradas).
O retorno ao crescimento confirma o progresso contínuo registrado desde o começo do ano. A receita consolidada sofreu declínio de 2,8%, considerando a estrutura do Grupo e as taxas de câmbio atuais, devido a variações desfavorárveis de algumas moedas usadas pelo Grupo.
 
Receita 3º trimestre 2013
 
Receita 3º trimestre 2012
Variação  
3°T 2013/ 3° 2012
€2,451 milhões €2,523 milhões Estrutura/ taxa de câmbio inalterada + 1,6%
Publicado - 2,8%
 
O crescimento da receita, com a mesma base de comparação, é dividido da seguinte forma:
  • Por unidade de negócio, a divisão de Serviços de Terceirização voltou a crescer no trimestre, com aumento de 2,2%, juntamente com o negócio de Serviços Profissionais Locais (Sogeti), que se recuperou durante o ano (+1,5% no 3° trimestre). A receita da área de Serviços de Tecnologia cresceu 2,0%. Por outro lado, a receita da divisão de Serviços de Consultoria sofreu contração de 7,0%.
  • Por região, os países emergentes da região da Ásia-Pacífico e América Latina novamente reportaram o maior crescimento (+14,6%). A América do Norte registrou um avanço moderado de 1,3%. Tendo voltado a crescer no 2° trimestre, a França obteve um aumento de 3,4% na receita. A região do Reino Unido e Irlanda sofreu queda de 2,5% devido ao declínio na receita gerada pelo setor público, conforme o previsto. A região Benelux sofreu uma retração moderada (-1,8%), confirmando a estabilização gradual das atividades, graças às medidas implementadas no final de 2012. O restante da Europa ficou estável (+0,1%).
Os contratos registrados totalizaram € 1,965 milhões no 3° trimestre de 2013, ligeiramente abaixo em relação ao mesmo período de 2012. Os contratos da divisão de Serviços de Consultoria, Serviços de Tecnologia e Serviços Profissionais Locais (Sogeti) permaneceram, em sua maioria, estáveis.

Em 30 de setembro de 2013, o Grupo contava com 130.088 funcionários. Os funcionários locados no exterior totalizavam 56.198, representando 43,2% do total de profissionais do Grupo. A Capgemini mantém seu foco na atração de jovens graduandos, que representam mais de 40% do total das contratações desde o começo do ano.
Com base nesses resultados, o Grupo confirma o direcionamento escolhido para o ano de 2013, conforme anunciado em fevereiro deste ano e confirmado em julho:
- crescimento orgânico da receita, como em 2012;
- aumento da margem operacional[1] de, pelo menos, 30 pontos-base em 2013, ou seja, 8,4%, contra 8,1% registrados no ano fiscal de 2012.
- fluxo de caixa orgânico livre acumulado para o período de 2012-2013 na ordem de € 800 milhões, antes da contribuição ao fundo de pensão.
“Neste ano, registramos um progresso constante em nosso desempenho, trimestre após trimestre, em uma tendência que deve continuar no 4° trimestre. Nosso portfólio de produtos estratégicos é responsável por uma parcela cada vez maior de nossos contratos, demonstrando nossa capacidade de prever a evolução da demanda dos clientes, principalmente por inovação e racionalização dos custos", afirma o presidente e CEO do Grupo Capgemini, Paul Hermelin.
No final de julho, a Capgemini anunciou medidas que visavam a otimização de seu balanço patrimonial e, em particular, a intenção de alocar até € 400 milhões para neutralizar parte da possível diluição causada pelas ações conversíveis OCEANE, com vencimento em 1° de janeiro de 2014.
Nesse sentido, a Capgemini recomprou 14.280.3052[2] ações OCEANE, ou seja, 85% de suas ações conversíveis OCEANE por € 687 milhões. Essa transação foi custeada com numerário do Grupo, que foi reforçado com € 400 milhões obtidos com a emissão das ações ORNANE (ações conversíveis). Conforme seu compromisso assumido em julho, a Capgemini alocará cerca de € 100 milhões para neutralizar ainda mais a diluição nos próximos meses.
 

Principais eventos do 3º trimestre de 2013
·         Contrato de mais de € 30 milhões para transformação de políticas e sinistros para uma importante montadora dos EUA:
·         Contrato de € 30 milhões para implantação de tecnologia de medição inteligente e infraestrutura de rede e computação na área de energia para consumidores (1,8 milhão de pontos de consumo elétrico e 600.000 de gás);
·         Contrato de € 30 milhões para parceria com uma empresa mundial de bebidas para desenvolvimento de seus aplicativos e manutenção;
·         Contrato de € 60 milhões para terceirização da infraestrutura de uma produtora europeia de gás e eletricidade;
·         A Capgemini foi promovida para a classificação “BBB" pela S&P


[1] Antes da amortização dos ativos intangíveis reconhecidos em combinações de negócios e após a reformulação das contas para aplicação da norma IAS 19 revisada
[2] As 14.280.305 ações OCEANE recompradas serão canceladas de acordo com seus termos e condições.  Com esse cancelamento, o número de ações OCEANE circulantes em 2014 totalizará 2.632.460.